No Dia Mundial do Sem Teto, CMP denuncia as políticas desastrosas de Bolsonaro, Doria e Covas para a habitação

No Dia Mundial do Sem Teto, 5 de outubro, a CMP esteve nas ruas de São Paulo para denunciar o déficit de quase 8 milhões de moradias no Brasil – o que tem deixado morando nas ruas mais de 200 mil pessoas – e também o programa Casa Verde e Amarela do governo Bolsonaro, que exclui as pessoas de baixa renda do programa habitacional.

“Denunciamos a política desastrosa de Bolsonaro para a moradia; o governador João Doria pela extinção da CDHU; e o descaso do prefeito Bruno Covas, que não tem um programa habitacional popular na cidade de São Paulo”, afirma Raimundo Bonfim, coordenador nacional da CMP.

A manifestação contou com a participação do candidato do PT à prefeitura de São Paulo, Jilmar Tatto, que se comprometeu a, se eleito, criar o programa Minha Casa Paulistana de moradia popular. Tatto disse que o programa vai criar 40 mil habitações em São Paulo durante os quatro anos de gestão. O objetivo é, além de reduzir o déficit de habitação, a criação de empregos.

Leia mais no site da Rede Brasil Atual

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: