Mulheres na luta e resistência

Por: Imprensa CMP

No dia internacional de luta das mulheres, a CMP fez ações descentralizadas por todo o país. Na cidade de São Paulo foram realizadas mobilizações em 20 pontos, nas periferias, hospitais, viadutos e centro da cidade.

As mulheres foram às ruas para denunciar a violência e o feminicídio, somados à luta contra a fome, pela vida, vacina já para toda a população, auxílio emergencial de 600 reais até o fim da pandemia e Fora Bolsoanro.

Para Genilce Gomes, professora e militante da Central de Movimentos Populares (CMP), “é fundamental a luta das mulheres em defesa dos direitos, da vida, da vacina, do emprego e pelo fora Bolsonaro, pois são justamente as mulheres periféricas e negras as mais afetadas pelos retrocessos econômicos, políticos e sociais”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: