Coletivo de Mulheres da CMP lança vaquinha Mulheres na Luta Contra a Fome: quem tem fome tem pressa! Contribua!

Para contribuir, acesse o site: https://www.vakinha.com.br/vaquinha/mulheres-na-luta-contra-a-fome

O Coletivo de Mulheres da Central de Movimentos Populares promoveu, nesta quinta-feira (15/4), o lançamento da vaquinha virtual e da Campanha Nacional de Ações de Solidariedade: Mulheres na Luta Contra a Fome: quem tem fome tem pressa. A iniciativa tem por objetivo angariar fundos para compra de materiais de higiene, máscaras de proteção e alimentos da cesta básica para doação a famílias em situação de vulnerabilidade social, agravada pela pandemia e que atinge, sobretudo, as mulheres. “A CMP está presente em todo o país, e por meio de seu Coletivo de Mulheres buscará recursos para contribuir com a luta contra a fome, contamos com todas e todos nessa iniciativa”, afirmou Genilce Gomes, do Coletivo de Mulheres da CMP, durante o lançamento.

Para contribuir, acesse o site: https://www.vakinha.com.br/vaquinha/mulheres-na-luta-contra-a-fome

Diante do agravamento da crise sanitária decorrente da pandemia do Coronavírus (#COVID​-19), da crise econômica que tem causado o aumento do desemprego e falta de renda, a demora da vacinação, a redução do auxílio emergencial e a forte alta nos preços dos alimentos, milhões de pessoas estão passando fome no nosso país. As mulheres periféricas e negras são as mais impactadas por esse gravíssimo quadro econômico e social. “Lançar uma vaquinha virtual para arrecadar recursos nesse momento tendo as mulheres como protagonistas é fundamental. Recentemente, a rede de pesquisa de soberania e segurança alimentar apontou que, neste momento, 117 milhões de brasileiras e brasileiros têm alguma carência alimentar, e 19 milhões passam fome”, afirmou Raimundo Bonfim, coordenador nacional da Central de Movimentos Populares. “Precisamos distribuir riqueza, taxando as grandes fortunas dessa elite que não tem compromisso com o povo brasileiro. E enquanto seguimos nessa luta, precisamos promover ações de solidariedade para amenizar o sofrimento do povo”, complementou.

 Os efeitos da pandemia do Coronavírus extrapolaram a área de saúde. As mazelas sociais, econômicas e políticas foram escancaradas e agravadas gerando aumento do desemprego, falta de renda e alta nos preços dos alimentos. Esse cenário tem maior impacto na vida das mulheres periféricas e negras. Marta Almeida, da CMP do Pernambuco, fez a leitura do poema de Solano Trindade, “Tem gente com fome!”, para explicitar o absurdo da situação que estamos vivendo e a necessidade de se solidarizar com quem está passando fome.

Cleide Rezende, do Coletivo de Mulheres da CMP da Bahia, também participou do lançamento, ressaltando que quem tem fome, tem pressa. A #CentraldeMovimentosPopulares​ – CMP – com o objetivo de amenizar a situação de miséria e fome pela qual passa milhares de mulheres ligadas a movimentos e grupos populares da periferia das cidades onde atua, diretamente ou por meio de suas organizações filiadas, criou essa ação social para apoiar centenas de famílias em situação de alta vulnerabilidade em todo o país. A iniciativa visa distribuir cestas básicas de alimentos perecíveis e não perecíveis, máscaras de proteção, além de materiais de higiene e limpeza. “A mulheres periféricas, negras, são as mais impactadas, pelo Coronavírus e por esse governo, sem estratégia para enfrentar a crise e suas consequências, fazendo com que o flagelo da fome voltasse”, completou Cleide.

A CMP atua com cerca de 400 associações de base e movimentos populares nas periferias. Estamos em 19 estados brasileiros, com grupos populares de moradia, saúde, mulheres, criança e adolescente, juventude, movimento negro, cultura, ambulantes, população em situação de rua, comunidades tradicionais e LGBTQI+, dentre outros, em luta por direitos e políticas públicas. Desde nossa fundação, buscamos articular os movimentos populares e fortalecer as lutas por direitos e políticas públicas com participação popular na perspectiva de superar a desigualdade social, a pobreza e a concentração de renda.

Em 2020, promovemos uma série de ações de solidariedade, que resultou na distribuição de mais de 300 mil cestas básicas, 60 mil máscaras de proteção, 45 mil kits de material de higiene e limpeza, além de apoio a cozinhas comunitárias, apoio jurídico e palestras de conscientização quanto aos cuidados com a higienização. Miriam Hermógenes, da CMP de São Paulo, apresentou as principais ações de solidariedade organizadas pela CMP em todo o Brasil, desde o início da pandemia. Também Usania Gomes, de Minas Gerais e da Coordenação Nacional da CMP, participou da atividade e destacou que “seguimos vivas, guerreiras, firmes na resistência, e precisamos dar o nosso melhor nesse combate. E hoje esse lançamento acontece em um dia especial, pois temos nosso presidente Lula com seus direitos reestabelecidos, e em 2022 poderemos estar com ele na pauta das políticas públicas para enfrentar esse desgoverno”.

Durante o lançamento, tivemos também a participação de movimentos populares parceiros. Josi Costa, do Movimento dos Pequenos Agricultores (MPA) prestou sua solidariedade e ressaltou a importância da iniciativa. “A fome é uma crise estrutural, e por isso estamos sempre tentando combatê-la. Segurança alimentar é ter a disponibilidade de alimentos contínuos, condição econômica de ter acesso a essa comida. Mas, vivemos no Brasil uma insegurança alimentar, desde que saíram do governo aqueles quem construíam conosco um país com um mínimo de condição de se alimentar. Agora, infelizmente, o Brasil voltou para o mapa da fome”. Desse modo, precisamos conjugar a solidariedade com a luta por direitos e por uma transformação estrutural do país.

As ações serão sempre divulgadas no site https://movimentoscontracovid19.com​, por meio de vídeos, fotos e textos. Também divulgaremos pelo site a prestação de contas, que mostrará o caminho desde a doação até o recebimento da ajuda pelas famílias. O primeiro vídeo da campanha já está no ar, acesse aqui: https://www.youtube.com/watch?v=StCu1eHXJc4&t=46s

Temos consciência de que ações como esta são importantes e fundamentais do ponto de vista da solidariedade, mas insuficientes para o enfrentamento da pandemia do coronavírus. Por isso também exigimos que o governo e o Congresso Nacional assumam suas responsabilidades e tome medidas concretas, tais como: acelerar a vacinação, auxílio de R$ 600,00 até o fim da pandemia, apoio aos/às pequenos/as comerciantes e congelamento temporário dos preços de alimentos da cesta básica.

Ajude a CMP em mais esse enorme desafio. Ao contribuir com nossa vaquinha, a doação chegará a quem mais precisa.

Coletivo de mulheres da Central de Movimentos Populares

CONTRIBUA!

http://vaka.me/1959265

Acesse os Canais da Central de Movimentos Populares

Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCFN_TPZf1mMBOJ5Qr6NfN7A

Facebook: https://www.facebook.com/cmpbrasil

Instagram: https://www.instagram.com/cmp.brasil/

Site: https://www.cmpbrasil.org

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: