CMP em luta nas ruas de todo o país por Fora Bolsonaro

Multidão tomou as ruas do Brasil para lutar pelo fim do governo Bolsonaro. Somente na Av. Paulista, estima-se mais de 100 mil pessoas no ato.

A Central de Movimentos Populares (CMP) saiu novamente às ruas de todo o país, neste sábado, 19/6, para lutar pelo fim do governo genocida de Jair Bolsonaro, por vacina no braço e comida no prato. No dia da triste marca de 500 mil vidas em decorrência de uma política negacionista que falha em prevenir a propagação da COVID-19 no Brasil, o povo mostrou sua insatisfação e desejo de mudar os rumos, em defesa da vida. “O povo brasileiro não pode ter como únicas opções morrer de COVID-19 ou morrer de fome. Por isso estamos nas ruas, para oferecer a possibilidade de melhores condições de vida para o povo brasileiro. Vamos vencer essa luta e essa batalha”, afirmou Raimundo Bonfim, coordenador nacional da CMP, presente no ato na Av. Paulista.

As milhares de pessoas nas ruas hoje mostram que o povo brasileiro não aguenta mais, está indignado com tanto descaso. “Precisamos de um novo projeto de país, por direitos e democracia”, complementa Bonfim.

A Campanha Nacional Fora Bolsonaro estimou a realização de 427 atos em todo o Brasil e outros 17 no exterior, com a participação de um total de 750 mil pessoas. Ao menos 19 estados registraram manifestações. Em cidades como Brasília, DF, Rio de Janeiro, RJ, Recife, PE, dentre outras, foram milhares de manifestantes presentes. A CMP atuou de forma organizada em todo território nacional, e marcou presença nas principais cidades, tanto nas capitais, quanto no interior. Em São Paulo, cresceu ainda mais a adesão à campanha. Na Av. Paulista, estima-se que mais de 100 mil pessoas estiveram presentes. No interior, também houve registro de atos em muitas cidades, com destaque à ampla participação em locais como Campinas e Mogi das Cruzes, além de municípios menores, como Jacareí.

A Campanha Nacional Fora Bolsonaro seguirá mobilizada. É preciso organizar a resistência e a luta para pôr fim à política de morte do presidente, em todos os âmbitos da vida. Na economia, é preciso recolocar o povo pobre e trabalhador no orçamento; na educação, saúde e segurança pública, dentre outros, interromper o processo de desmonte e privatização em curso e reestabelecer a perspectiva da efetivação de direitos.

Confirma abaixo imagens de alguns dos atos que aconteceram neste sábado.

São Paulo, SP

Rio de Janeiro, RJ

Porto Velho, RO

Fortaleza, CE

Teresina, PI

Recife, PE

Campinas, SP

Jacareí, SP

Brasília, DF

Ipatinga, MG

Goiânia, GO

São Luís, MA

Mogi das Cruzes, SP

Curitiba, PR

Londrina, PR

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: