CMP lança Comitê Popular de Luta em Heliópolis, a maior favela de São Paulo

Neste sábado (11), foi lançado o Comitê Popular de Luta na favela Heliópolis, a maior de São Paulo, localizada na Zona Sul da capital paulista. No local, moram mais de 100 mil pessoas. Heliópolis tem histórico de organização, mobilização e conquistas de políticas públicas, com forte atuação de associações de moradores e movimentos populares ligados ao campo político de esquerda.

O lançamento do comitê contou com a presença  do ex-ministro dos governos Lula e Dilma, Gilberto Carvalho; da secretária nacional de organização do PT, Sonia Braga; do economista Guilherme Mello – uns do coordenadores da elaboração do programa de governo do ex-presidente Lula; Raimundo Bonfim, coordenador nacional da CMP; Antônia Cleide Alves, presidenta da UNAS e Maria de Fátima Souza, a Lia, presidenta da Associação Nova Heliópolis.

Mais de 100 lideranças de associações, movimentos populares e representantes de forças políticas de esquerda que atuam na região de Heliópolis e Ipiranga também compareceram ao evento.

Os Comitês e Brigadas de Luta têm como objetivo debater os reais problemas que assolam o povo, como desemprego, fome, carestia, desenvolver ações de solidariedade e mobilização em defesa dos direitos. 

Os espaços terão ainda, durante a eleição, o papel fundamental de dar um caráter de massividade na campanha do ex-presidente Lula. Para Raimundo Bonfim, coordenador nacional da CMP e um dos coordenadores do comitê de Heliópolis, “os espaços vão elevar o nível de organização e mobilização dos movimentos populares para o período pós-eleição, a fim de ganhar força social para garantir a posse, sustentar o governo e disputar as pautas progressistas com a burguesia”.

Durante o evento, Gilberto Carvalho denunciou a situação de fome que maltrata o povo brasileiro e afirmou que “o eventual governo Lula será melhor do que os anteriores [governos Lula e Dilma], com forte compromisso de combater a desigualdade social e com a participação dos movimentos populares”.

 Sonia Braga, por sua vez,  destacou a importância da criação dos comitês, afirmando que eles “serão ferramentas fundamentais para derrotar  Bolsonaro e contribuir para a vitória do ex-presidente Lula”.

Já Guilherme Mello afirmou que “a economia do país está mal, pois seu povo está desempregado e passando fome. O programa de governo de Lula terá como foco central o desenvolvimento com geração de emprego e renda, direitos e defesa do meio ambiente”.

A criação desses espaços de brigadas e comitês parte da compreensão dos movimentos populares de que é preciso fortalecer a articulação e lutas nas bases para garantir engajamento e mobilização da militância em torno de um projeto de reconstrução do Brasil, liderado pelo ex-presidente Lula. O programa tem como instrumento as propostas dos movimentos populares para superar as crises econômica, social e ambiental. O desafio é construir uma país com emprego, renda adequada, sem fome, com direitos, proteção social, respeito ao meio ambiente e com soberania.

Além de ser um espaço de articulação das forças populares locais, os comitês e brigadas também serão instrumento de reforçar o contato direto com povo, que já é feito pelas associações locais.

Vale ressaltar que as organizações que lançaram o Comitê Heliópolis são filiadas à CMP, que deliberou recentemente em sua plenária nacional a construção e lançamento de brigadas e comitês nas capitais e cidades médias de todo o país em que atua, em conjunto com outras entidades de movimentos populares.

Até 10 de Julho todas as CMPs estaduais farão plenárias, tendo com um dos pontos de pauta a articulação e construção das Brigadas e Comitês de Luta.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: