CMP participa de ato no Congresso em defesa do processo eleitoral

A Central de Movimentos Populares (CMP), ao lado de diversos movimentos sociais, sindicatos e colegiados, fizeram nesta terça-feira (1º) um ato no Senado repudiando as iniciativas de Jair Bolsonaro contra o sistema eleitoral. O evento contou com a participação de embaixadores de 12 países.

Raimundo Bonfim, coordenador nacional da CMP, participou do encontro e disse que no dia 2 de outubro, o povo brasileiro vai fazer o que a maioria dos deputados federais não teve a coragem de fazer me 2021, que é afastar Jair Bolsonaro da Presidência da República.

“Nós temos um papel importantíssimo nesta eleição. Estamos nas ruas lutando pela defesa da democracia e por eleições livres. No próximo dia 11, temos um ato contra os ataques de Bolsonaro ao pleito eleitoral e, neste mesmo dia, ele marcou uma visita à  Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp). Mas nós não cairemos na provocação”, disse.

Ao final do evento, foi lida uma carta na qual se afirma que os movimentos populares e sociais  “não estão inertes” e permanecerão unidos em defesa da democracia e do sistema de votação. O documento será entregue ao presidente do Senado e do Congresso, Rodrigo Pacheco (PSD-MG).

Veja abaixo uma cópia da carta destinada a Rodrigo Pacheco.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: