Movimentos populares voltam às ruas de São Paulo pela vitória de Lula no próximo domingo

A militância da Central de Movimentos Populares (CMP) e diversas organizações que compõem as Brigadas de Agitação e Propaganda, como o Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) e a União Nacional por Moradia Popular (UNPM), ocuparam nesta quarta-feira (28) as principais ruas do centro de São Paulo com o objetivo de eleger Luiz Inácio Lula da Silva à Presidência da República no 1º turno das eleições. Até o próximo sábado (01/10), movimentos populares prometem uma série de ações de mobilização na capital paulista batizada como “Arrancada da Vitória”.

Ao longo do dia, mesmo com chuva em São Paulo, militantes estiveram em frente à Catedral da Sé fazendo bandeiraços e, na ocasião, ecoaram palavras de ordem dizendo aos eleitores que passavam pelo local que Lula tem o melhor e mais completo plano de governo para recolocar o Brasil no rumo do desenvolvimento econômico e social, com geração de emprego e combate às desigualdades socais. As ruas do bairro do Grajaú, na Zona Sul de São Paulo, também foram tomadas nesta quarta-feira fria em São Paulo por militantes da CMP em um esforço coletivo para diminuir a abstenção de votos e levar os brasileiros e brasileiras a votarem em Lula e derrotar Bolsonaro no próximo domingo (02). Já era fim de tarde, quando os movimentos populares cantavam “olê, olê, olá, Lula, Lula’, dentro do metrô da Linha Vermelha que faz o percurso Palmeiras Barra Funda à Corinthians Itaquera.

Raimundo Bonfim, coordenador nacional da CMP, destaca que a população brasileira não aguenta mais sofrer com o avanço da fome, do desemprego, da precarização da renda e com a alta da inflação. Para ele, derrotar o atual governo será um avanço para o povo, para a democracia e para a dignidade humana. “No dia 2 de outubro, vamos depositar nas urnas amor e esperança em dias melhores, combatendo o ódio. A adesão à campanha do presidente Lula cresce a cada dia no país.  É a onda Lula no primeiro turno. Não sairemos das ruas até elegermos Lula presidente. O Brasil não aguenta mais nenhum dia de governo Bolsonaro. Por isso, no domingo, vote 13 para conquistarmos essa vitória histórica”, disse Bonfim.

Ontem, a militância da CMP também ocupou durante todo o dia às ruas do centro de São Paulo com caminhada, bandeiraço e panfletagem.  Entre as atividade, a CMP esteve no ponto alto das mobilizações no Vale do Anhangabaú e denunciou à população brasileira o alto custo de vida e a carestia causada pelo governo Bolsonaro. A Avenida 23 de Maio, um dos principais corredores de ligação entre a Zona Leste e Zona Sul de São Paulo, também foi palco de um bandeiraço realizado pela militância da CMP nesta terça-feira.

Segundo os movimentos populares, novas ações pela vitória de Lula no 1º turno estão programadas para esta quinta-feira, 29 de setembro. A partir das 11h, militantes estarão em frente ao Metrô do Anhangabaú para caminhada até o Teatro Municipal, onde ocorrerá bandeiraço, panfletagem e muito diálogo com os eleitores. Na sexta-feira (30), o encontro dos movimentos populares acontece, às 11h, em frente ao Metrô da Luz para uma nova caminhada pela Santa Ifigênia. A mobilização vai até a Praça do Patriarca para o último ‘Sextou com Lula’, antes do pleito no domingo.

Veja imagens das ações desta quarta-feira:

Fotos: Elineudo Meira e Daniele Menezes

No metrô de São Paulo, a população pede por Haddad no governo de São Paulo e Lula na Presidência da República. Confira:

Militância da CMP ocupa ruas do centro de SP rumo à vitória de Lula no 1º turno das eleições

A militância da Central de Movimentos Populares (CMP) ocupou durante toda esta terça-feira (27) às ruas do centro de São Paulo com caminhada, bandeiraço, panfletagem e muito diálogo com a população rumo à vitória do ex-presidente Lula no primeiro turno das eleições, a ser realizado no próximo domingo. Com muita alegria e disposição, a CMP, ao lado de outros movimentos que compõem as Brigadas de Agitação e Propaganda, levou aos eleitores indecisos as propostas de Lula para tirar o Brasil do mapa da fome, da miséria e voltar a gerar emprego e renda de qualidade no país.

Entre as atividades do dia, a CMP esteve no ponto alto das mobilizações no Vale do Anhangabaú e denunciou à população brasileira o alto custo de vida e a carestia causada pelo governo Bolsonaro. A Avenida 23 de Maio, um dos principais corredores de ligação entre a Zona Leste e Zona Sul de São Paulo, também foi palco de um bandeiraço realizado pela militância da CMP nesta terça-feira. A cinco dias das eleições, os movimentos populares prometem não sair das ruas na luta pelo vira voto.

Raimundo Bonfim, coordenador nacional da CMP, destaca que a adesão nas ruas com a campanha de Lula à Presidência da República e a de Fernando Haddad ao governo de São Paulo cresce a cada dia. “A população brasileira quer mudanças. E nesta reta final da campanha estaremos nas ruas, todos os dias, faça chuva, faça sol, como ocorreu no dia de hoje, mostrando aos eleitores que Lula tem o melhor plano de governo para colocar o Brasil no trilho do desenvolvimento. Dia 2 de outubro, vote 13”.

Agenda de mobilizações:

Na quarta-feira (28), a militância da CMP se encontra com outros movimentos populares, às 11h, em frente ao Metrô da Sé para uma nova caminhada da vitória até o Mercadão Parque Dom Pedro, no centro de São Paulo.

Já na quinta-feira (29), os movimentos populares se encontram, às 11h, em frente ao Metrô do Anhangabaú para caminhada até o Teatro Municipal, onde terá um bandeiraço pela vitória de Lula em 2 de outubro.

Na sexta-feira (30), o encontro acontece, às 11h, em frente ao Metrô da Luz para caminhada pela Santa Ifigênia. A mobilização vai até a Praça do Patriarca para o último ‘Sextou com Lula’.

E, para fechar o cronograma para a vitória de Lula no 1º turno, a militância dos movimentos populares realiza a última caminhada pelo centro da capital paulista com concentração, às 11h, na Praça da República, em frente a Secretaria de Educação.

Abaixo confira fotos da arrancada dos movimentos populares em São Paulo rumo à vitória de Lula no primeiro turno das eleições:

Elineudo Meira / @fotografia.75,

Militância da CMP realiza caminhada no Heliópolis pela vitória de Lula no primeiro turno das eleições

A militância da Central de Movimentos Populares realizou neste domingo (25) uma caminhada na Favela do Heliópolis, em São Paulo, rumo à vitória do Lula no primeiro turno das eleições, em 2 de outubro. Nesta reta final da campanha eleitoral, a CMP intensificou as mobilizações de rua para dialogar com os eleitores indecisos e mostrar a eles que existe um projeto de governo compromissado com as reais necessidades do povo brasileiros.

Raimundo Bonfim, coordenador nacional da CMP, lembra que a caminhada da esperança dias antes do pleito eleitoral no Heliópolis é uma tradição dos movimentos populares. “Esse evento na maior favela de São Paulo já resultou em vitória de outros candidatos progressistas. Esse não sairemos vitoriosos novamente. Até o próximo domingo, não arredaremos os pés das ruas em um esforço coletivo para elegemos Lula no primeiro turno e Fernando Haddad governador”, disse.

Na sexta-feira (30), a CMP, junto com o Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) e a União Nacional de Moradia (UNM), realiza por meio das Brigadas de Agitação e Propaganda o último ‘Sextou com Lula’ em todo o país antes do primeiro turno do pleito eleitoral. Os movimentos populares e sociais prometem um dia de agenda extensa com o objetivo de mostrar a população brasileira que, com Lula, o Brasil voltará a ter moradia, saúde, educação, cultura, emprego e renda como prioridades.

Veja abaixo imagens da Caminhada da Esperança no Heliópolis:

Militância dos movimentos populares ocupa ruas de todo o país por vitória de Lula no 1ª turno

Movimentos populares fizeram nesta sexta-feira (23) a 8ª edição do ‘Sextou com Lula’ com o objetivo de assegurar a vitória do candidato do  PT à Presidência da República no primeiro turno das eleições, a ser realizado em 2 de outubro. Os atos, coordenados pelas organizações que compõem as Brigadas de Agitação e Propaganda, aconteceram ao longo do dia em 72 locais e atingiram pelo menos 15 estados.

Nesta sexta-feira, dia de mobilização em todo o país, Lula participou de comício em Ipatinga, Minas Gerais, e reafirmou o seu compromisso de cuidar do povo brasileiro e consertar o país.  Para o evento, a militância da Central de Movimentos Populares (CMP), ao lado do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) e da União Nacional de Moradia (UNM), intensificou as ações das brigadas de agitação e propaganda ao longo da semana e uma multidão esteve nesta noite, no Parque Ipanema, para ouvir Lula falar sobre suas propostas de governo para tirar o Brasil do mapa da fome, combater o desemprego, a carestia e a desigualdade social.

Usânia Gomes, da direção nacional da CMP, conta que as Brigadas de Agitação e Propaganda têm tido um papel fundamental para a construção da vitória de Lula em 2 de outubro. “O comício com Lula aqui em Ipatinga foi um sucesso. Nós tivemos a oportunidade de participar do evento enquanto militância dos movimentos populares. A CMP esteve presente em todos os momentos do comício, reassumindo o seu compromisso com a democracia”, disse.

No final dos atos em todo o país, Raimundo Bonfim, coordenador nacional da CMP, parabenizou a militância dos movimentos populares e sociais pelo engajamento nesta reta final de campanha. “As mobilizações em torno do ‘Sextou com Lula’ serão decisivas para a assegurar a vitória dele no primeiro turno das eleições. As pesquisas de intenção de voto mostram que é possível derrotarmos Bolsonaro em 2 de outubro e é por razão que intensificamos o debate com os eleitores brasileiros. Parabéns militância pelo papel desempenhado nos quatro cantos do país. Rumo à vitória”, disse.

Abaixo imagens do ‘Sextou com Lula’ em todo o país:

São Paulo

Piauí

Rio Grande do Norte

Bahia

Espírito Santo

Manaus

Minas Gerais

Palmas

Pará

Rio de Janeiro

Rondônia

Movimentos populares saem às ruas nesta 6ª feira rumo à vitória de Lula no 1º turno das eleições

Movimentos populares fazem amanhã (23/09) a 8ª edição do ‘Sextou com Lula’ em um esforço final para assegurar a vitória de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) à Presidência da República no primeiro turno das eleições, a ser realizado em 2 de outubro. De acordo com as organizações que compõem as Brigadas de Agitação e Propaganda, 72 atos estão programados para acontecer ao longo do dia em pelo menos 15 estados. (Confira a programação abaixo)

A Central de Movimentos Populares, ao lado do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) e da União Nacional de Moradia (UNM), convoca a classe média progressista a se somar aos atos desta sexta-feira por entender que é importante e necessário derrotar o governo Bolsonaro no primeiro turno, pois será um avanço para o povo rumo a construção de um país justo, democrático e soberano.

Raimundo Bonfim, coordenador nacional da CMP, afirma que os movimentos populares intensificaram nos últimos dias as mobilizações nas ruas por meio das Brigadas de Agitação e Propaganda e das ações do Sextou com Lula. “Os institutos de pesquisas apontam chances da vitória de Lula no dia 2 de outubro. Essa é a resposta que Bolsonaro precisa ter do povo brasileiro. Nesta reta final de campanha, intensificaremos nossa presença nas ruas com panfletagem, caminhadas e bandeiraços, apontado que só Lula, com a participação do povo, tem condições de reconstruir o Brasil, com políticas públicas capazes de superar a fome, o desemprego, a carestia e a desigualdade social”, disse Bonfim.

Confira os endereços das mobilizações do ‘Sextou com Lula’

📍 São Paulo

Zona Leste
15h – em frente ao mercado Maluco no Parque Jacuí, Rua Catléias, 671 – Jardim Nair
17h – Supermercado Higas, Praça Silva Teles, 57A – Itaim Paulista
17h – Rua Anecy Rocha, em frente ao número 1502 – Jardim Nova Vitória
11h – Feira da Santa Bárbara- Rua Dione – esquina com Ragueb Chofhi / Comércio Mateu Bei, Avenida Mateo Bei/com Avenida Maria Cursino
16h30 – Rua Ibitirama – esquina com rua Cavou
17h – Conjunto José Bonifácio – Rua Brumo Zabola – em frente a ACZL

Zona Sul
17h – Estação de trem Capão Redondo
16h30 –
Vila Moraes – Largo Santa Ângela

Zona Sudeste
17h – Heliópolis – Estrada das Lágrimas, 1595
16h30 – Vila Moraes – Largo Santa Ângela

Centro
14h – Praça da República
17h – Teatro municipal
17h – Vale do Anhangabaú
17h – Largo da Concórdia
17h – Metrô Bresser
17h – Metrô Belém

Zona Noroeste
16h – Mercado Marega, R. Aquilino Ribeiro, 52 – Vila Perus

Francisco Morato- SP
10h – Estação de trem Francisco Morato
10h – em frente ao supermercado Federzoni, Rua Gerônimo Caetano Garcia, 550 – Centro,

Ferraz de Vasconcelos – SP
17h – em frente ao supermercado Rossi, Rua Abel Batista Camilo, 50 – Vila Santa Margarida

Guarulhos – SP
13h30 – Rua Gerânio, 425, Parque residencial Bambi

Eldorado – SP
15h – Nos bairros Vila Maria e Incomager

Santos – SP
14h30 – Av. Senador Feijó, 484 – Vila Matias, Santos

São Bernardo do Campo – SP
14h – Praça Giovana Breda

Campinas-SP
16h30 – Terminal Central de Campinas

📍 Rio de Janeiro

17h – em frente ao Supermercado Mundial, no bairro Lapa, Rua Riachuelo, na capital do Rio de Janeiro
14h – Madureira, na capital do Rio de Janeiro;

Petrópolis – RJ
14h – Em frente do Mercado Extra, na rua Paulo Barbosa
Cachoeiras de Macacu – RJ
14h – em frente ao Supermercado Veneza, na Rua Manoel Delfim Sarmento

Niterói – RJ
14h – em frente ao Supermercado Pérola, na rua Tiradentes, nº 71

📍 Minas Gerais

Ipatinga
9h – Tenda da Luta Popular e #Lulaço, na Praça 1º de Maio
13h30 – Sextou com o Lula dos Movimentos Sociais e Sindicais no Vale do Aço, no Anfiteatro do Parque Ipanema
17h – Parque Ipanema

📍 Piauí

Teresina
16h – Mirante do Monte Castelo

📍 Santa Catarina

Florianópolis
13h – Em frente ao Mercado Imperatriz, na Av Hercílio Luz

📍 Rio Grande do Sul

Porto Alegre
17h – Em frente ao Supermercado Carrefour
Erechim
17h – Rótula do bairro Três Vendas

📍 Paraná

Curitiba
19h – Rua Jaime Reis e na Rua Trajano
Francisco Beltrão
14h – Bairro Mini Iguaçu

Foz do Iguaçu
19h – Avenida Brasil, 97, às 19h]

📍 Espírito Santo

Vila Velha
11h30 – panfletagem no IFES
13h – Panfletagem na entrada da chocolate garoto
14h – Caminhada, teatro e panfletagem pelos Supermercados da Glória
17h – Participação na atividade de inauguração do Tríplex

📍 Bahia

Salvador
15h – Adesivaço, UFBA Campus Ondina
19h – Rua da Resistência – próximo ao Metrô Bairro da Paz- Bairro da Paz

📍 Pará

Belém
16h – Em frente ao Mercado Cidade, rua Pedro Miranda, Bairro Pedreira
Aldeia Cabana
17h – Ocupação Peniel – Bairro Satélite
16h30 – Mercado de São Brás
17h – Praça da CDP – Bairro Providência
17h – Estrada do Caruaru – Mosqueiro
14h – Iha do Cambu – Barqueada do Lula
17h – Ocupação do Trevo – Mosqueiro

Santa Bárbara
17h – Ocupação da Dempasa
17h – Ocupação Terminal Rodoviária

Barcarena
17h – Comunidade Cristo Redentor

Ananindeua
17h – Conjunto Girassol
17h – Vila da Barca com Pedro Álvores Cabral

📍 Pernambuco

Jaboatão dos Gaurarapes
17h – Mercado das Mangueiras – Avenida Barretos de Meneses
17h – Cabo de Santo Agostinho- Vila Claudete – quadra 110 – Casa 37

📍 Maranhão

São Luís
17h – Em frente a Companhia Circense- Praia Grande

📍 Amazonas

Manaus
16h – Avenida Torquato Tapajós

📍 Ceará

Fortaleza
17h30 – Bairro Siqueira – cruzamentos das avenidas General Osório com Siqueira Campos

📍 Rondônia

Porto Velho
11h30 – Ação dos preços/ carestia, na Av setembro com Jorge Teixeira
16h30 – Avenida Jorge Teixeira com Carlos Gomes Rondo
17h – Praça do Baú- 17h

Movimentos populares fazem novos atos pela vitória de Lula no 1ª turno das eleições

A Central de Movimentos Populares (CMP) participou na manhã deste sábado (17) das mobilizações pela vitória de Lula no primeiro turno das eleições que ocorreram no Viaduto do Chá e em frente ao Theatro Municipal de São Paulo. Os atos de hoje, que tiveram como tema “Lula subiu e Bolsonaro fugiu”, fazem parte das atividades propostas nas Brigadas de Agitação e Propaganda, que conta também com a organização do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) e União Nacional de Moradia (UNM).

Enquanto Lula segue na liderança das intenções de voto, Bolsonaro arrumou suas malas e foi para o exterior a fim de melhorar a sua imagem em meio a reta final da campanha eleitoral. Raimundo Bonfim, coordenador nacional da CMP, destaca a boa adesão dos eleitores nas ruas com as propostas de Lula para tirar o Brasil novamente do mapa da fome, gerar emprego de qualidade e combater a desigualdade social que só faz avançar no governo Bolsonaro.

“Estaremos todos dias nas ruas fazendo o debate do programa de governo e pedindo voto para Lula. Derrotar o atual governo será um grande avanço para o povo brasileiro. É hora da militância dos movimentos populares e a classe média progressista se unirem para assegurar a vitória no primeiro turno. A CMP e as Brigadas de Agitação e Propaganda estão com este objetivo. Ontem o ‘Sextou com Lula’ foi um sucesso em todo o país e, assim, seguiremos rumo à vitória”, concluiu.  

Confira fotos e vídeos:

Viaduto do Chá – SP

Theatro Municipal – SP

Movimentos populares voltam às ruas em mais uma edição do ‘Sextou com Lula’

A 15 dias das eleições, nós, militantes da Central de Movimentos Populares (CMP), do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB), da União Nacional por Moradia (UNM) e  do Movimento dos Pequenos Agricultores (MPA), fomos às ruas denunciar o alto custo de vida no país e dizer ao eleitor brasileiro que existe um caminho para o Brasil voltar a ser feliz de novo. Tá tudo caro e a culpa é do Bolsonaro. E por essa razão estamos fortalecidos na luta por Lula Presidente no primeiro turno do pleito eleitoral, sem a necessidade de uma segunda etapa de votação.

O movimento ‘SEXTOU COM LULA’ de hoje, que ocorreu em pelo menos 12 estados e em mais 35 locais, faz parte das atividades das Brigadas de Agitação e Propaganda, idealizadas para debater com a população brasileira seus reais problemas e apontar saídas para superar a crise socioeconômica, além de elevar o nível de consciência política.

 O povo brasileiro não aguenta mais sofrer com o avanço da fome, do desemprego, da precarização da renda e com a alta da inflação. Bolsonaro, após ter acabado com o programa Minha Casa Minha Vida, anunciou agora que vai reduzir em 95% o orçamento de 2023 dos programas habitacionais, destinados às famílias de baixa renda. Enquanto isso, sua famílicia comprou 51 imóveis com dinheiro vivo. Em valores corrigidos pela inflação, foram usados aproximadamente R$ 25 milhões nessas transações. O Brasil não pode ser uma imobiliária da família do presidente da República.

Convocamos o eleitor brasileiro, comprometido com a democracia, a lutar pelo voto em Lula nas ruas e nas redes.  Chega de sofrer. Está chegando a hora de tirar Bolsonaro da Presidência da República. Dia 2 de outubro é Lula Presidente para a gente recuperar a soberania desse país a partir de suas riquezas e voltar a ter esperança em um futuro melhor.

Veja imagens dos atos pelo Brasil:

São Paulo:

Campinas – SP

Salvador – BA

Jaboatão dos Guararapes – PE

Porto Velho – RO

Ipatinga – MG

Amarante – PI

São Luís – MA

Belém – PA

NOTA – Convocação para a vitória

Nós, dos movimentos populares e sindicais que coletivamente impulsionamos as BRIGADAS DE AGITAÇÃO E PROPAGANDA LULA PRESIDENTE, convocamos a todos para juntos construirmos a grande VITÓRIA eleitoral neste dia 02 de outubro de 2022. A grande esperança da maioria do nosso povo é derrotar o atual governo de extrema direita e neofascista. Essa é uma expectativa de todas as pessoas que acreditam na justiça social. Derrotar o atual governo será um avanço para toda a nação brasileira e um exemplo positivo do nosso país para a humanidade. A eleição de Lula no primeiro turno é um passo para alcançarmos nossa missão histórica.

Seguimos convencidos de que a organização e a luta popular são o caminho para resolver os problemas do povo e enfrentar os desafios colocados. Estamos engajados no processo eleitoral para eleger Lula presidente, além de governadores, senadores e uma grande bancada de deputados do campo progressista. Por essa razão, formamos as Brigadas de Agitação e Propaganda. O objetivo é debater com o povo seus problemas e as saídas para superar a crise socioeconômica, além de elevar o nível de consciência e de organização da população.

Lutar contra a fome, contra o alto custo de vida, contra os preços abusivos e contra a desigualdade social é uma das nossas metas. Também queremos realizar a reforma urbana e a reforma agrária e fomentar uma economia popular e solidária. Além disso, outra luta permanente é a construção da soberania do Brasil no que diz respeito às riquezas e bases naturais, como o petróleo, o minério, a água, a terra e a energia, mantendo o patrimônio nacional sob controle do povo.

Lutamos ainda por igualdade racial, pelo combate ao genocídio da população negra e periférica, por políticas para as mulheres e pela população LGBTQIA+, pela igualdade de gênero, pela defesa do meio ambiente e pela manutenção das conquistas históricas do povo.

É preciso também denunciar o atual governo, após a revelação do escândalo de corrupção na compra de mansões pela família Bolsonaro com dinheiro vivo.  Para sermos vitoriosos é fundamental, nesta reta final, imprimir um caráter de massividade à campanha, participando dos comícios com a presença de Lula. Acreditamos na força da militância e do povo organizado.

Por isso, convocamos a todas e todos que querem construir um governo democrático-popular a contribuir com a luta pelo voto nas ruas e nas redes, participando de todas as atividades das Brigadas de Agitação e Propaganda, do SEXTOU COM LULA e de todas as formas legítimas de mobilização.

Nossa luta é para transformar pela raiz as estruturas injustas da sociedade atual, e, com muito trabalho, muita agitação e propaganda, construir a grande vitória.

AGORA É LULA PRESIDENTE!

Central de Movimentos Populares (CMP)
Coletivo Nacional dos Eletricitários (CNE)
Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE)
Federação Única dos Petroleiros (FUP)
Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB)
Movimento Camponês Popular (MCP)
Movimento dos Pequenos Agricultores (MPA)
União Nacional por Moradia Popular (UNMP)

Veja a nota na íntegra abaixo:

Nota de pesar, repúdio e solidariedade

A Central de Movimentos Populares (CMP) recebeu com imenso pesar a notícia do falecimento da companheira Débora Moraes, vítima de feminicídio.

Nossa solidariedade aos familiares e amigos da militante do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB), parceiro da CMP.

A CMP se junta ao MAB para denunciar esse crime bárbaro e repudia todo tipo de violência, especialmente contra às mulheres. Denunciamos que o feminicídio segue sendo naturalizado no país, os índices crescem a cada dia, e tem por trás disso a política machista do governo Bolsonaro. Por essa razão, seguiremos em luta e, mais uma vez, destacamos que o patriarcado mata!

Sem trégua, continuaremos nas ruas e nas redes em um grito em defesa da vida, da justiça social, do trabalho, da renda digna e por um país sem machismo e sem violência contra às mulheres.

 Em memória de sua luta, companheira Débora Moraes, presente! Central de Movimentos Populares

Militância dos movimentos populares leva às ruas propostas de Lula para reconstruir o Brasil

A pouco mais de 20 dias das eleições, movimentos populares saíram às  ruas hoje em mais um ‘Sextou com Lula. Por meio das Brigadas de Agitação e Propaganda, militantes da Central de Movimentos Populares (CMP), do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB), da União Nacional por Moradia Popular (UNM) e do Movimento dos Pequenos Agricultores (MPA) estão dialogando com os eleitores sobre as propostas de Luiz Inácio Lula da Silva para reconstruir o Brasil. Há caminhos para superar a fome, desemprego, inflação e a pobreza. E, em 2 de outubro, o amor e a esperança vencerão o ódio nas urnas eletrônicas.  

Os atos desta sexta-feira (9) ocorreram em nove estados e contaram com mais de 40 locais de mobilização. “O governo Bolsonaro é responsável pela grave crise social e econômica na qual se encontra o Brasil. Está tudo caro e a culpa é do presidente da República. Nós estamos nas ruas defendendo um governo que já deu certo e melhorou as condições de vida da população brasileira. O governo Lula trará de volta ao país o trabalho, a renda, devolverá a dignidade para milhões de brasileiros que hoje estão passando fome”, disse Raimundo Bonfim, coordenador nacional da CMP.

Nas próximas sextas-feiras, 17, 24 e 30 de setembro, a militância dos movimentos populares estará novamente nas ruas de todo o país com o  objetivo de dizer à população, especialmente nos bairros e comunidades, que existe um caminho capaz de recuperar a soberania do país com oportunidades para todos e todas.

Veja algumas imagens dos atos de hoje:

São Paulo

Piauí

Pará